Sexta, 12 de Julho de 2024
Publicidade

PM lamenta liberdade provisória de homens que atearam fogo em ônibus em Salvador

Os homens foram capturados por uma guarnição do Batalhão Gêmeos, no exato momento em que ateavam fogo no ônibus.

05/07/2024 às 09h31 Atualizada em 05/07/2024 às 09h35
Por: Redação
Compartilhe:
PM lamenta liberdade provisória de homens que atearam fogo em ônibus em Salvador

A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) lamentou a concessão de liberdade provisória aos dois homens que atearam fogo em um ônibus na Estrada das Barreiras, no bairro do Cabula, em Salvador, na tarde de terça-feira (02). Com a ocorrência, o policiamento foi reforçado na região e a circulação de ônibus chegou a ser suspensa.

Continua após a publicidade

Em nota, a corporação citou que diante da gravidade do ato criminoso e do risco à vida dos cidadãos, esperava que os responsáveis fossem imediatamente penalizados e afastados do convívio social. “A PMBA refuta a impunidade e ressalta que medidas como essa passam o sentimento de impunidade e estímulo à prática de ações delituosas, comprometendo o esforço diário da tropa pelo cumprimento da lei em prol da sociedade”, diz o documento.

Continua após a publicidade

Os homens foram capturados por uma guarnição do Batalhão Gêmeos, no exato momento em que ateavam fogo no ônibus com Número de Ordem 21350, que fazia a linha Terminal Acesso Norte x Tancredo Neves. Com eles foram apreendidos materiais utilizados para cometer o crime.

Continua após a publicidade

“A PMBA reforça seu compromisso com a segurança pública e ordem social, reafirmando a necessidade de penalização efetiva para que a justiça seja cumprida e para que a sociedade possa sentir-se protegida e segura”, conclui.

Confira o comunicado:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Polícia Militar da Bahia (@pmdabahia)

Fonte: Bahia Notícias

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias